Programação | CCON
11/09

OFG - Temporada 2013

Série "Concertos Teatro Goiânia"

  • Série

 

Sinopse do evento

Série "Concertos Teatro Goiânia"

11/09 quarta, 20h30

Mídias Sociais

facebook    youtube   

 

    A Orquestra Filarmônica de Goiás apresenta concerto sob a regência do maestro Emílio De Cesar e conta com a participação do violonista Eduardo Meirinhos. A apresentação faz parte da Série "Concertos Teatro Goiânia", que acontece no Teatro Goiânia, 11 de setembro, 20h30.   No programa obras de Maurice Ravel, Villa Lobos, Francis Poulenc e Camargo Guarnieri.

 

                                                    Concerto

 

                                   Série "Concertos Teatro Goiânia"

 

Realizada no Teatro Goiânia, o espaço cultural mais tradicional da capital, a apresentação acontece nesta quarta- feira, 20h30. Nela, será apresentado um amplo repertório musical com obras célebres, contando com a participação de renomados artistas convidados.

 

Data: 11 de setembro de 2013 - quarta-feira, Teatro Goiânia.

Horário: 20h30

Local: Teatro Goiânia - Av. Tocantins esquina com Rua 23, Centro, Goiânia-GO.

 

 


 

PROGRAMA

 

RAVEL - Le Tombeau di Couperin

VILLA-LOBOS - Concerto para Violão e Orquestra

POULENC - Duas Marchas e Um Interlúdio

GUARNIERI - Suíte Vila Rica

 

Eduardo Meirinhos, violão.

Emílio de César, regência.

 

O REGENTE

 

 

 

Emilio De Cesar

 

Natural do Rio de Janeiro, Emilio De Cesar é formado em Regência, Composição e Canto pela Universidade de Brasília (1975) e, em curso de aperfeiçoamento, em nível de pós-graduação, no Robert Schumann Institut (Centro avançado da Universidade de Colônia, Alemanha), na cidade de Düsseldorf (de 1979 a 1981), estudando com o professor Hans Kast, regente e diretor da ópera daquele Instituto, antigo assistente de Herbert von Karajan, em Berlim.

 

De 1982 a 1985, foi o Regente Titular da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília, hoje cognominada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro - OSTNCS. De 1989 a 1990 e de 2000 a 2003 foi Regente Titular da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. De 1992 a 1994, foi Regente Titular da Orquestra Filarmônica de Goiás. Foi também Regente Permanente da Orquestra Sinfônica de Brasília - FOSB. Foi o Diretor Artístico da Fundação Orquestra Sinfônica de Goiânia e Maestro Titular da Orquestra Sinfônica de Goiânia, no período de 2003 a 2004.

 

Atualmente, Emilio De Cesar é o Diretor Artístico da Associação Cultural e Educacional de Brasília - ACEB, sendo o Regente Titular do Coral Evangélico de Brasília, que pertence a esta instituição; Regente Titular do Coral da Igreja Presbiteriana Independente Central de Brasília - IPICB, e Regente do Coral Shekinah da Igreja Cristã Manancial de Vida - ICMV. Tem sido o Regente Convidado do Coral Brasília, em vários momentos de seus projetos, estando como Regente deste grupo desde 2007.

 

 

Também é o Vice-Presidente da Associação Brasileira de Regentes de Coros, instituída no dia 31 de julho de 1999, na Convenção Internacional de Regentes de Coros, realizada em Brasília. Emílio De César é Professor de Regência Coral e Orquestral na Escola de Música Mara Vasconcelos, em Brasília.

Gravou o 2º CD do Madrigal de Brasília - "Canto Brasilis" - com obras de compositores brasileiros, em 1998. Nos anos de 1999 e 2000 gravou o 1º CD do Coral Evangélico de Brasília.

 

Participou de vários Cursos de Férias dando aulas de regência coral e organizando corais, tanto em Brasília como em Nova Petrópolis, Gramado, Goiânia, Anápolis, Londrina, e outros locais.

 

O crítico do jornal Deia, e músico, Basco-Espanha, Sabin Salaberry, escreveu que o Maestro Emilio De Cesar é "...regente de sólida formação, técnica impecável e expressividade ilimitada; ele sustenta, move, controla e domina com eficácia e sentido o fluxo e a dinâmica do discurso musical...".


 

 

  EDUARDO MEIRINHOS

 

Eduardo Meirinhos Formou-se na Alemanha na Staatliche Hochschule für Musik und Theater Hannover em 1989. Ele é violonista clássico com performances que se estendem por diversos países da América do Sul, da Europa e Estados Unidos. Recebeu inúmeras premiações em concursos, incluindo o VI Prêmio Eldorado de Música (São Paulo, 1991), I Concurso de Violão de Araçatuba (Araçatuba,1990), IV Concurso de Música Erudita Brasileira (São Paulo, 1978), Concurso de composição Troféu Bach (1981, 82, 83).

 

Concluiu seu mestrado em musicologia pelo Departamento de Musica da USP (Universidade São Paulo) em 1997 e em 2002 obteve o título de doutor em música-performance (DM - Doctor of Music) na Florida, EUA, na School of Music da Florida State University.

Dentre suas iniciativas, inclui-se a 1ª performance mundial da peça Lisistrati, do compositor grego Nikos Platirrachos; 1ª performance mundial de Laudate Dominae, Toada Triste, Um tranquilo Entardecer e Cantiga de Ninar do compositor brasileiro Siegfried Schmidt e a 1ª performance nacional de Variations sur un Theme de Django Reinhardt, do compositor cubano Leo Brouwer.

 

Em 1997, gravou o CD Radamés Gnattali, Sonatas e Sonatinas. Em 2007 lançou o CD solo Eduardo Meirinhos em Recital. No momento está em processo de gravação do CD Sonata.

 

Eduardo é professor efetivo de violão na Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás, UFG, onde leciona Violão, Música de Câmara e Literatura Violonística, além de fazer parte do programa de pós-graduação da Escola, onde atua como orientador e professor de disciplinas.  

 

  A ORQUESTRA

 A ORQUESTRA FILARMÔNICA DE GOIÁS, recriada no final de 2011, foi transferida para o Gabinete Gestor do Centro Cultural Oscar Niemeyer efetivamente em janeiro de 2012.  No primeiro ano de sua recriação, A OFG realizou cerca de 20 apresentações musicais, divididas em quatro séries de concertos no Teatro SESI, no Centro Cultural UFG, no Centro Cultural Oscar Niemeyer e no Teatro Escola Basileu França. Foram mais de 10 artistas convidados de renome nacional e internacional, que se apresentaram com a Orquestra na Temporada 2012, inclusive em concertos didáticos em parceria com a Secretaria da Educação e com o Teatro SESI.

Mostrando o potencial da música de concerto em Goiás, a lotação dos teatros e locais de concertos, foi sempre próxima da capacidade máxima, em quase todas as récitas, totalizando um público de mais de 13.000 pessoas.

Foi a primeira vez na história do Estado de Goiás, que a Orquestra Filarmônica teve uma programação anual de concertos completa, com as séries Grandes Solistas, Concertos para a Juventude, Concertos de Câmara e Concertos Didáticos, com apresentações que contaram com a participação de prestigiados maestros e solistas convidados, destacando entre eles: Emmanuele Baldini, Räiff Dantas, Fábio Cury, Laércio Diniz, Eduardo Monteiro, Luiz Garcia, Neil Thomson, Albrecht Breuninger e Ângelo Dias.

Em sua nova configuração, a Orquestra Filarmônica de Goiás iniciou o ano de 2013 com o processo seletivo, que recrutou 50 novos músicos para compor o quadro fixo de instrumentistas profissionais.

Na programação da Temporada 2013, estão previstas 42 apresentações musicais em todo o Estado de Goiás, inclusive em bairros de Goiânia. Teremos séries de concertos no Teatro Goiânia, no Teatro SESI e no Centro Cultural Oscar Niemeyer, além de concertos especiais. Teremos 25 artistas de renome nacional e internacional que se apresentarão com a OFG para um público de, aproximadamente, 30.000 pessoas.

O ano de 2013 será promissor e propagará os sons da OFG pelos mais variados espaços e públicos.

 

ORQUESTRA FILARMÔNICA DE GOIÁS

Superintendente da OFG: Ana Elisa Santos

Regente Titular: Eliseu Ferreira

Diretor Artístico: Alessandro Borgomanero

 

Chefe do Gabinete Gestor do Centro Cultural Oscar Niemeyer: Nasr Fayad Chaul

Secretário de Estado da Casa Civil: Vilmar Rocha

Governador do Estado de Goiás: Marconi Ferreira Perillo Júnior