Programação | CCON
17/04

Café de Ideias

Roberto DaMatta

  • Roberto DaMatta

 

Sinopse do evento

Conferência: “Carnaval, malandros e heróis: Palpites sobre o Brasil”.

 

Resumo:

As novas tendências para o Brasil: para onde caminhamos?  Modernização ou desenvolvimento? O Brasil tem hoje sua vocação democrática estabelecida. Ainda assim, lida com dilemas da igualdade numa sociedade com um perfil aristocrático, reportando a nossa formação social luso, voltada ao comércio. O trânsito nas grandes cidades mostra a nossa alergia a igualdade perante as leis e aos outros.

Mídias Sociais

facebook    youtube   

17 de abril (quarta-feira)

Roberto DaMatta, antropólogo


1

 

 

Conferência: Palpites sobre o Brasil

 

Horário: 19:00 horas

 

Resumo:

As novas tendências para o Brasil: para onde caminhamos?  Modernização ou desenvolvimento? O Brasil tem hoje sua vocação democrática estabelecida. Ainda assim, lida com dilemas da igualdade numa sociedade com um perfil aristocrático, reportando a nossa formação social luso, voltada ao comércio. O trânsito nas grandes cidades mostra a nossa alergia a igualdade perante as leis e aos outros.

 

Biografia:

Graduadado e licenciado em História pela Universidade Federal Fluminense (1959 e 1962). DaMatta possui curso de especialização em Antropologia Social do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1960); mestrado (Master in Arts) e doutorado (PhD) em 1969 e 1971 respectivamente pela Universidade Harvard. Foi Chefe do Dept. de Antropologia do Museu Nacional e Coordenador do seu Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (de 1972 a 1976). É Professor Emérito da Universidade de Notre Dame, USA, onde ocupou a Cátedra Rev. Edmund Joyce, c.s.c., de Antropologia de 1987 a 2004. Atualmente é professor associado da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e da Universidade Federal Fluminense.

Estudioso do Brasil, de seus dilemas e de suas contradições, mas também de seu potencial e de suas soluções, DaMatta não se afasta de seu país mesmo quando desenvolve outros temas. A comparação com o Brasil é inevitável em sua obra. DaMatta revela o Brasil, os brasileiros e sua cultura através de suas festas populares, manifestações religiosas, literatura e arte, desfiles carnavalescos e paradas militares, leis e regras (quando respeitadas e quando desobedecidas), costumes e esportes. Daí surge um Brasil complexo, que não se submete a uma fórmula ou esquema único. Para DaMatta, o Brasil é tão diversificado como diversificados são os rituais, conjunto de práticas consagradas pelo uso ou pelas normas, a que os brasileiros se entregam. Todos esses temas são abordados em sua relação com duas espécies de sujeito, o indivíduo e a pessoa, e situados em dois tipos de espaço social, a casa e a rua.