Programação | CCON
04/08 a 23/10

Abluções, de Célio Braga

MAC sedia individual do artista plástico

  • MAC sedia individual do artista plástico

 

Sinopse do evento

Período de visitação: de 4 de agosto a 23 de outubro de 2016

Horários: de terça-feira a sexta-feira, das 9 às 17 horas; sábados, domingos e feriados, das 11 às 17 horas

Local: Galeria D.J. Oliveira (subsolo do MAC)

Entrada: gratuita

Mídias Sociais

Confirme sua presença

O Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC), unidade do Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), abre sua programação do segundo semestre com a exposição “Abluções” do artista plástico Célio Braga. A exposição é composta por cerca de 40 obras, entre objetos, instalações e um site specific, formulado especialmente para o espaço e a ocasião.

Radicado em Amsterdã (Holanda), Célio Braga chega a Goiânia nesta sexta-feira, 29. Ele vai acompanhar a reta final da montagem da exposição.

Performático e multimídia, o artista integrou diversas exposições coletivas do Museu de Arte Contemporânea ao longo dos anos, além de exposições em outros espaços culturais de Goiás. “Abluções” marca o retorno individual de Célio Braga ao MAC, após um hiato de 16 anos. Em 2000, ele realizou no local a exposição “Objeto Desejado [e para sempre] ausente”.

Interação

Para a exposição “Abluções”, o Núcleo de Ação Educativa do MAC preparou um espaço especial para o atendimento de escolas, universidades e grupos, no qual o expectador será envolvido em uma série de atividades de interação, sensibilização e intercâmbio poético com a obra do artista. Professores e alunos receberão ainda um kit educativo, que contém materiais didáticos referentes ao conteúdo trabalhado na exposição.

Sobre o artista

Nascido em Guimarânia (MG), Célio Braga se mudou aos 18 anos para Goiânia, onde trabalhou, fez amigos no meio cultural e desenvolveu o talento e a paixão pelas artes plásticas. É considerado um “artista goiano”, apesar da origem mineira e de ter morado também no Rio de Janeiro e em Boston (EUA). A partir da década de 1990, estabeleceu-se em Amsterdã. Atualmente, reside na capital holandesa, mantém um estúdio em São Paulo e visita Goiânia regularmente.

Braga começou a pintar aos 12 anos, incentivado por uma artista de sua cidade natal. Após seus estudos na Gerrit Rietveld Academie, em Amsterdã, onde se formou em 2000, decidiu mudar radicalmente seu trabalho. “Desisti da pintura por completo e comecei a construir trabalhos como se fossem corpos, verso, frente, lados, com texturas dentro e fora, num desejo de penetrar e entrar dentro do suporte e dos materiais usados”, descreve ele.

Fora do Brasil, já teve sua obra exibida em mostras individuais e coletivas na Holanda, na Inglaterra, na Bélgica, na Suécia, na Áustria e nos Estados Unidos. Seus trabalhos integram importantes coleções públicas e privadas, tanto no Brasil quanto no exterior.

Célio Braga mantém um site com sua biografia e trabalhos: www.celiobraga.net